O Itaú Cultural apresenta pela primeira vez a exposição que remonta a trajetória do homem que se dedicou  à inovação, ao design e à ciência.

Para isso, a mostra convida o visitante a passear por diversos lugares e momentos que fizeram parte da história do inventor, como a fazenda Cabangu, onde nasceu, e a Belle Époque francesa, em que conquistou sua fama.

Objetos, documentos e fotos do aviador integram a exposição, com imagens que resgatam os balões, dirigíveis e aeroplanos. Há ainda uma reprodução de sua biblioteca, com publicações que o inspiraram, além de algumas de sua autoria.

A coleção conta com grande quantidade de jornais. Isso se dá por um costume de Santos-Dumont – para não perder nada do que era publicado sobre ele e suas invenções mundo afora, contratou pelo menos quatro empresas especializadas em rastrear jornais. Assim, toda vez que seu nome era mencionado, recebia um recorte da reportagem. Apesar de muitos deles estarem em francês, é possível ler os textos traduzidos, junto aos originais.

Os bilhetes postais – uma febre do início do século XX – também estão representados na exposição, com alguns que são estampados por criações de Santos-Dumont reunidos em uma publicação. Para finalizar, uma homenagem ao famoso Demoiselle: uma réplica em tamanho real do aeroplano.

A mostra dá continuidade à proposta do instituto de democratizar o acesso ao acervo da Coleção Brasiliana Itaú – integrando uma série de ações que o Itaú Cultural apoia e desenvolve com o objetivo de preservar e divulgar a memória da arte e da cultura do Brasil.

Santos-Dumont na Coleção Brasiliana Itaú
sábado 26 de novembro de 2016 a domingo 29 de janeiro de 2017
terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30]
sábado, domingo e feriado 11h às 20h

Sala Multiúso (piso 2)

Entrada gratuita
[classificação indicativa: livre]

Mais: http://www.itaucultural.org.br/programe-se/agenda/evento/santos-dumont-na-colecao-brasiliana-itau/